CONTENCIOSO
TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIO
DIREITO DO INVESTIDOR
DIREITO CIVIL E SOCIETÁRIO

Desavença entre ex-companheiras não impede guarda compartilhada

A 3ª turma do STJ decidiu, em caso de união homoafetiva dissolvida, que a animosidade entre as ex-companheiras e suas diferenças de ponto de vista sobre criação de filhos não são impedimento para a fixação da guarda compartilhada.

Continue lendo